domingo, 22 de março de 2009

Até onde a confusão chega

Quando tudo parece confuso, nada além da confusão pode ajudar. É como se os pensamentos só existissem sobre isso. Por mais que se queira esparecer, esquecer, não funciona. Lutar contra a dúvida.. Sufoca! Tudo fica nublado, difícil de enxergar algo a mais do que tudo que se tem na cabeça. Por alguns segundos bate um alivio, mas depois tudo volta, em uma carga as vezes até maior do que antes já se tinha. Quanto mais se pensa, mais confuso fica. E quanto mais se tenta localizar uma solução, mais complicado pode parecer. É uma bola de neve. Nesses momentos a maior vontade era de não ter neurônios, nem inteligência e talvez nem uma vida. Radical demais pensar assim. Mas chega a ser agoniante ter algo pra resolver onde nunca se tem solução. É um labirinto sem saída. Uma doença sem antídoto. Um caminho sem um ponto de chegada. Um pensamento sem fundamento. Uma confusão sem necessidade então.

Um comentário:

Mary West disse...

Mas vale lembrar que apos cada tempestade aparece sempre o sol.