quinta-feira, 30 de julho de 2009

Palavras soltas

Escrever, em minha opinião pode ser considerado até mesmo uma terapia, a única idéia que me incomoda sobre isso é saber que – pelo menos em mim – a inspiração só vem mesmo quando to triste, magoada, preocupada com alguma coisa. Sei que dizem por ai há anos que alma de poeta é assim mesmo, carregada de mais tristezas e é isso que motiva a escrita. Pra poemas mesmo eu nem levo jeito, mas de resto, acho que sai de tudo um pouco se necessário. Mas dá pra imaginar o quanto é ruim conseguir botar pra fora todo o meu português só depois de estar com o coração do tamanho de um feijão? Porque é mais ou menos assim que me sinto quando as coisas não vão bem e me motivam a escrever, colocar um pouco pra fora. São tantas as coisas que passam pela minha cabeça... Fico imaginando por onde começar, o que falar, qual a melhor forma de terminar os textos. Nunca acho respostas pra essas minhas perguntas. Acabo sempre começando do nada, com qualquer assunto e vejo se dá pra emendar no que enfim eu estava pensando. Se escrever não é um dom para poucos privilegiados então por que eu só consigo me expressar melhor quando to mal com alguma coisa? É fato que quem lê muito e pratica a escrita se sai bem nessa área, e eu faço tudo isso desde sempre. Vai entender a loucura dos meus órgãos. Acho que eles não se dão muito bem. O cérebro pensa, pensa, mesmo que eu tente controlar ele insiste em não parar de pensar, principalmente nos assuntos que menos gostaria de lembrar. Ai entra o coração, que fica aflito por culpa dos pensamentos que o cérebro cria constantemente, nisso gera uma agonia que atormenta o estômago e impede a fome de chegar. Assim vai indo todo o meu organismo nas horas em que to triste ou pensativa demais. A vontade é de conseguir seguir os conselhos banais e simplesmente parar de pensar, só viver um dia após o outro. Mas eu também já cansei de usar explicações rotineiras, daquelas em que se diz que não é fácil assim, que não faço nada disso comigo mesma por querer. Fica elas por elas, sempre. Alguns aconselham achando que estão ajudando, outros condenam achando que ser radical vai assustar, outros fingem que não enxergam e assim encontramos infinitas pessoas que nos rodeiam. Umas pelo menos nos fazem bem em algum momento, outras nos confundem mais e parecem até gostar de botar mais lenha na fogueira. Vai saber! Enfim, estou aqui em mais um momento de aflição no coração, borboletas no estômago – e não são por paixão a ninguém – e o cérebro a mil por hora! Por isso essas palavras soltas... Elas saem como uma bola de canhão na freqüência dos meus pensamentos.

6 comentários:

Fran disse...

Menina, faça minhas as suas palavras...
Eu também escrevo melhor quando tô triste, magoada... e poesia? uma vez em nunca :)
Mária Quintana falou que "um poeta satisfeito não satisfaz", e sabe que concordo com ele!
Ah, muito lindo seu blog e os textos são maravilhosos.


Beeijão!

( aperte o alt ) disse...

Curioso como as palavras também parecem vir à mim com mais frequência, mais fluência, naqueles momentos que, por definição, não são os melhores. Talvez sejam nossas cúmplices, aquelas únicas que de fato entendem aquilo pelo que passamos e, assim sendo, emprestam-se, colocam-se à disposição, se oferecem... São nossa garantia, afinal, de que sozinhos não vamos ficar.

Bjs.

Carolzinha_ disse...

Tu parece eu :)
Eu sempre tento escrever poemas,textos e afins..mais só sai algo de'útil' quando estou triste, ou magoada com algo.É assim mesmo :)

Mais escrever é tão bom né?Alivia aquela agonia que sentimento de vez em quando xD - pelo menos comigo é assim.

Continua liindo os seus textos :)

Daniela Filipini disse...

Então sou uma alma poeta, e acredito que você também seja :)

Priscila Mendes disse...

Nháa. Adorei teu blog guria. Muito bom mesmo. Eu também as vezes fico meio irritada pelo fato de existir dias que não consigo terminar uma frase. Isso me constrange porque nao sou muito de ficar pensando no que vou escrever. Basta colocar uma musica e pronto; as palavras fluem como agua. E tem uns dias que nao consigo escrever mesmo e isso está ficando cada vez mais constante. Vai saber né.

P.s: Tu escreves bem guria. Amei o blog!
P.s²: adetraí: www.fotolog.com/prih_fresno
P.s³: me add: pri.msousa@hotmail.com

Wallace disse...

ronaldo!