terça-feira, 25 de novembro de 2008

Viver é melhor do que assistir

Enfim, não mais só. Enfim, acompanhada. Enfim, sendo mimada. Enfim, sendo vigiada. Ops! Pára tudo! Eu disse isso mesmo? Vigiada? Pois é! Acabo de crer que ainda existe gente futriqueira, mal-amada, atoa, sem ter o que fazer da vida e que fica por aí falando e falando da vida dos outros por talvez não ter nem o que viver de bom na própria vida. Todo mundo tem passado, todo mundo comete erros, todo mundo perdoa, volta atrás e mais do que nunca, todo mundo muda! Ninguém é perfeito, todos são filhos de Deus e sendo assim merecem ser felizes e merecem segunda chance – mas não uma terceira (dependendo do caso). Não consigo imaginar um real motivo que leve uma pessoa a ficar vasculhando o que os outros estão fazendo ou deixando de fazer em suas vidas. Isso é muito desrespeito pro meu ver. É muita cara de pau também. Mas fazer o que né? Virar novela das oito nem sempre é ruim. Como tudo tem seu lado positivo... Posso afinal transmitir pra todos que me assistem viver, boas experiências, dicas, conselhos, alertas e afins. O bom mesmo é saber que acima de tudo e TODOS, quem está realmente vivendo, sou eu. Se essas pessoas soubessem o quanto é melhor viver do que simplesmente assistir, elas jamais perderiam tempo com quem não lhes diz respeito. A felicidade só se encontra dentro de nós mesmos e durante a busca por ela. Parar pra ver quem já encontrou a sua própria felicidade só aumenta a vontade de tê-la e também aumenta o tempo perdido. Coitado de quem faz esforço pra tacar olho gordo na vida dos outros achando que assim conseguirá pra si o que tem de melhor no próximo. O que se ganha com isso na verdade é o dobro de coisa ruim que se manda pra quem já tem um escudo de proteção contra isso. E ainda digo mais... O segredo do escudo é a própria felicidade. Quando se encontra por conta própria, nada pode roubá-la.

Um comentário:

Carolzinha_ disse...

Nossa, adoreei o texto e seu blog está LINDOOO com essa carinha nova *-*

beeijos.