segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Abafa o caso

Pára o mundo que eu quero descer! Assim não dá. Até quando vou ser atormentada por fantasmas (idiotas) do meu passado? Eu realmente pensei que já tinha dado um ponto final, um tchauzinho pela janela. Enquanto vivo tranqüila e calma na minha santa paz, em um único e apenas único dia, me aparece pistas sobre certo alguém que já devia estar longe de ser até relembrado mesmo em memórias boas. O que afinal isso significaria a essa altura do campeonato? Quer mesmo saber? NADA! É isso aí! Passado é poeira escondida debaixo do tapete. Tem sempre alguém que encontra aquela nossa bagunça escondida, mas no meu caso, essa certa bagunça ou poeira em questão, não está mais nem debaixo do tapete. O destino merecido foi o lixão. E de restos, migalhas, poeiras e lixos, eu não preciso mais. Usei, gastei e joguei fora quando já não estava sendo útil. Certas coisas e também pessoas deveriam ter data de validade, acho que seria de utilidade pra facilitar assim a vida e prevenir certos desgostos. Mas como nem tudo pode ser como queremos... Os desgostos a gente transforma em experiências boas e o que já nem serve de aprendizado, vai pra debaixo do tapete ser abafado.

2 comentários:

Mary West disse...

Odeiooooo supostos mortos-vivos que do nada ressucitam em vem puxar meu pé, mas naum vou negar que muitas das vezes acabo cedendo as tentações.

Evile Ferreira disse...

Sei uito bem como é isso, e to tentando jogar todo o meu passado no lixão tambem, só embaixo do tapete não dá, é preciso se livrar de vez.

Beiijo!